top of page

A história e a importância da ponte Carlos de Praga

Ponte Carlos de Praga sobre o Rio Vltava, adornada por estátuas barrocas, refletindo séculos de história e cultura tcheca.

No coração de Praga, a Ponte Carlos atravessa o Rio Vltava como um elo entre a capital tcheca e seu passado.

 

Visitantes desavisados poderão pensar que é “só” uma ponte e não há muito o que conhecer além da observação das técnicas de engenharia da época. Entretanto, o monumento mais fotografado de Praga é carregado de histórias, curiosidades e detalhes que fazem toda a diferença.


Origens numerológicas e astrológicas da Ponte Carlos de Praga


É sabido que Carlos IV era um fervoroso amante e conhecedor de astrologia e ciências ocultas, e, por isso, teria escolhido a data e hora exatas para a colocação da pedra fundamental da ponte.


Assim, sob um céu auspicioso, às 5h31 da manhã do dia 9 de julho de 1357, a pedra fundamental da ponte foi colocada. Esse momento exato foi escolhido criteriosamente pelo rei, formando dois conjuntos de números ímpares que se mantêm iguais quando lidos de trás para frente, separados pelo 9, que também carrega inúmeros significados: 1357 9/7 5 31.


Coincidência ou não, ao longo dos séculos a Ponte Carlos atravessou diversos eventos e contratempos, tanto climáticos quanto bélicos, e, apesar de alguns danos (já consertados), segue firme até os dias de hoje.


Construção e materiais inusitados


Para além do alinhamento dos astros, a Ponte Carlos, com seus 16 arcos e 516 metros de comprimento, foi uma maravilha da engenharia medieval, construída principalmente com blocos de arenito e fortificada com torres em ambas as extremidades.


Reza a lenda que seu arquiteto, em busca de uma estrutura que fosse bastante resistente, teria adicionado ovos, leite e vinho misturados à argamassa, o que teria fortalecido consideravelmente a construção. Ainda que seja pouco crível, essa narrativa alimenta a imaginação dos turistas e torna a história dessa construção ainda mais interessante.


Galeria ao ar livre


A ponte hoje ostenta 30 estátuas e grupos de estátuas barrocas, a maioria delas colocadas ao longo do século XVII e início do século XVIII, representando vários santos e figuras históricas, incluindo São João Nepomuceno, cuja figura se tornou um ícone da ponte.

Segundo a cultura popular, tocar as estátuas traz sorte e garante o retorno a Praga.

 

Efeito de solstício


Embora não existam registros oficiais que confirmem a intencionalidade desse alinhamento no projeto, todos os anos, durante o solstício, uma cena impressionante pode ser presenciada da ponte Carlos: o Sol passa exatamente no topo da Catedral de São Vito, produzindo uma paisagem digna de pintura.


A ponte e a cidade


Somando-se a todos esses fatores, a Ponte Carlos sempre foi um local de encontro cultural.

Ao longo dos séculos – e mais ainda nos dias de hoje – artistas, músicos e vendedores se reuniram na ponte, contribuindo para o vibrante mosaico cultural de Praga.


Definitivamente o lugar mais movimentado da cidade, a Ponte Carlos continua a ser um ponto focal para turistas e locais, além de oferecer uma das mais belas vistas da capital vienense, especialmente ao amanhecer e ao entardecer.


Conheça esse e outros destinos com a Domundo!

Somos uma operadora de turismo baseada em uma sólida rede de parcerias, construída ao longo de décadas de relacionamento profissional com instituições e profissionais reconhecidos.


Nossas viagens em grupo com guia brasileiro – são dezenas de saídas anuais para os destinos mais inspiradores – têm acompanhamento próximo e constante de especialistas de alto nível. Cuidado que garante qualidade e faz toda a diferença.


2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


Die Kommentarfunktion wurde abgeschaltet.
bottom of page