top of page

Ali e Nino: o monumento que celebra o amor e a conexão cultural

Monumento Ali e Nino em Batumi, duas estátuas de aço que se movem em direções opostas e similares, representando um amor transcultural.

Inaugurado em 2012, o impressionante – e emocionante – monumento Ali e Nino rapidamente se tornou um dos principais pontos turísticos da Geórgia.

 

Os amantes eternizados em aço parecem flutuar sobre as águas do Mar Negro. Em um movimento suave e hipnótico, Ali e Nino passam por dentro um do outro, se beijam e se despedem, espelhando o romance proibido do livro homônimo, que inspirou a criação da escultura. Assim, deslizando nas alturas, as estátuas traduzem em imagens o que nenhuma palavra poderia expressar: um tributo ao amor e à conexão entre culturas.

 

Projeto e inspiração parar criar Ali e Nino

 

A autora da obra de 8 metros de altura é a renomada artista georgiana Tamara Kvesitadze. Sua criação é uma homenagem ao livro do escritor Kurban Said, que retrata o amor impossível entre Ali, um muçulmano azeri, e Nino, uma princesa cristã georgiana nas primeiras décadas do século XX.

 

Publicado originalmente em 1937, o romance aborda os desafios do relacionamento do casal ante as tensões religiosas e culturais da época. A estátua em Batumi representa justamente essa conexão entre Oriente e Ocidente, servindo de metáfora para a relação entre Europa e Ásia.

 

Encanto noturno

 

À noite, o monumento ganha outra dimensão. Iluminado estrategicamente, ganha cores vibrantes, emocionando ainda mais. É justamente nesse momento que muitos casais – não só de turistas – aproveitam para tirar fotos românticas.

 

Neste horário, também é possível apreciar melhor outros detalhes das estátuas, projetadas primorosamente pela artista georgiana em placas de aço inoxidável. O monumento se tornou ponto de encontro para os apaixonados e símbolo do amor em Batumi.

 

Reflexão necessária

 

Além de sua beleza visual e significado emocional, o monumento Ali e Nino também desempenha um papel importante na promoção do diálogo intercultural e na celebração da diversidade. Ao retratar o amor transcendendo fronteiras religiosas e culturais, a escultura serve como um lembrete poderoso da unidade humana além das diferenças percebidas.

 

É uma obra que não apenas honra a história fictícia de Ali e Nino, mas também evoca as experiências compartilhadas de amor e harmonia que devem permear todas as culturas e tradições.


Conheça esse e outros destinos com a Domundo!

Somos uma operadora de turismo baseada em uma sólida rede de parcerias, construída ao longo de décadas de relacionamento profissional com instituições e profissionais reconhecidos.


Nossas viagens em grupo com guia brasileiro – são dezenas de saídas anuais para os destinos mais inspiradores – têm acompanhamento próximo e constante de especialistas de alto nível. Cuidado que garante qualidade e faz toda a diferença.


4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page