top of page

Machu Picchu: o tesouro Inca do Peru

Vista panorâmica de Machu Picchu, a antiga cidade Inca no Peru, com suas ruínas e montanhas ao fundo.

É inevitável: quando se pensa em visitar o Peru, o primeiro destino que vem à cabeça é Machu Picchu. E que bom! Esta impressionante cidade Inca oferece aos visitantes uma experiência inigualável de reconexão com o modo de vida dos ancestrais andinos.

 

Cercada de história e lendas, a cidade de Machu Picchu guarda vestígios preciosos da estruturação da civilização Inca, seus hábitos, crenças e conhecimentos astronômicos.

 

Muito já foi desvendado, assim como ainda há muito a se entender. Os enigmas que envolvem sua arquitetura, localização e motivos de extinção seguem intrigando e dividindo historiadores e estudiosos até os dias de hoje.

 

Abandono e redescoberta

 

Situada ao sul do Peru, na província de Cusco, a cidade foi provavelmente construída durante o auge do Império Inca, nos séculos XV e XVI.

 

Abandonada cerca de 100 anos após sua construção, Machu Picchu permaneceu oculta nas montanhas que circundam o Vale Sagrado dos Incas por quatro séculos, até sua "descoberta" pelo arqueólogo americano Hiram Bingham, em 1911.

 

Desde então, milhões de turistas têm tido a oportunidade de conhecer essa cidade fascinante, repleta de mistérios e história.

 

Dada sua incontestável importância, Machu Picchu consta na lista de Patrimônios da Humanidade pela UNESCO, desde 1983, além de ser uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

  

Explorando o sítio arqueológico

 

Para compreender a magia de Machu Picchu, é essencial explorarmos seus principais pontos:

 

O Templo do Sol, como o nome já anuncia, era dedicado ao Deus Inti (Deus Sol) e utilizado para cerimônias relacionadas ao solstício de verão. É considerado um dos monumentos mais sagrados e de maior energia mística de todo o sítio arqueológico.

 

Já o Templo do Condor, ligado a crenças espirituais dos Incas, revela a importância dessa ave de rapina nessa cultura. Para os Incas, as almas dos mortos eram conduzidas aos céus por um condor, o que fazia dele uma “ponte” entre as divindades e os seres humanos.

 

Outra edificação impressionante é o Templo das Três Janelas, com suas enormes aberturas que proporcionam uma vista deslumbrante das montanhas e da cidade. Os historiadores acreditam que esse local tenha sido usado para reuniões e momentos de contemplação da nobreza Inca.

 

O Palácio da Princesa ou Palácio da “Ñusta” é outro ponto interessante, que abrigava as virgens do império conhecidas como "princesas do Sol", destinadas ao Deus Sol e ao imperador.

 

A Pedreira de Machu Picchu, por sua vez, revela os métodos de extração e corte de rochas utilizados pelos Incas na construção de seus monumentos. Já o Intihuatana, com sua mística pedra, demonstra o domínio dessa civilização sobre a geometria e astronomia.

 

O coração de Machu Picchu: a Praça Principal e Huayna Picchu

A Praça Principal de Machu Picchu, uma grande área verde e plana no centro da cidadela, era o ponto de congregação de todo o povo e moradores da cidade, usado para a realização de grandes eventos religiosos. Já a imponente montanha de Huayna Picchu, que se eleva 300 metros acima da cidadela, oferece uma vista inesquecível de todo o complexo Inca.

 

Não é à toa que Machu Picchu se tornou um dos destinos mais cobiçados do mundo, seja para uma imersão na ancestralidade, introspecção espiritual ou apenas para tirar muitas fotos.


Conheça esse e outros destinos com a Domundo!

Somos uma operadora de turismo baseada em uma sólida rede de parcerias, construída ao longo de décadas de relacionamento profissional com instituições e profissionais reconhecidos.


Nossas viagens em grupo com guia brasileiro – são dezenas de saídas anuais para os destinos mais inspiradores – têm acompanhamento próximo e constante de especialistas de alto nível. Cuidado que garante qualidade e faz toda a diferença.


11 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page