top of page

O açafrão: a mais rara e cara das especiarias

O Irã é o maior produtor mundial de açafrão, usado há séculos no Oriente.

O açafrão é uma joia no mundo da gastronomia, graças à sua cor vibrante e sabor inconfundível. Originário provavelmente do Irã, maior produtor mundial, o açafrão é usado há séculos no Oriente e se popularizou no Ocidente com as grandes navegações.

 

Os primeiros registros do uso do açafrão datam de 50 mil anos atrás, em pinturas rupestres no Iraque. Difundiu-se pelo Oriente e chegou à Europa na época dos descobrimentos, conquistando os europeus com seu aroma e cor únicos.

 

O "ouro vermelho", como também é conhecido, continua sendo uma joia gastronômica e sua produção, uma arte manual preciosa.

 

Produção trabalhosa e rentável

 

Produzir açafrão não é tarefa fácil. Aproveitam-se apenas os filamentos e pistilos da flor da espécie[1]  Crocus sativus. São necessárias 150 mil flores para obter 1 quilo desta especiaria tão valorizada.

 

O processo de extração começa com a colheita manual dos estigmas no momento exato da floração, que dura poucas semanas por ano. Os estigmas são então delicadamente secos para preservar aroma e sabor.

 

Essa produção limitada faz do açafrão uma especiaria mais cara que o ouro: seu preço chega a US$ 80 por grama.

 

Açafrão: usos na cozinha, saúde e cosmetologia

 

Na cozinha, o açafrão empresta seu tom amarelado a diversos pratos, como arroz, frango e paellas.


Já na área da saúde, é utilizado como poderoso anti-inflamatório e antioxidante. Por sua vez, a indústria de cosméticos – especialmente a de luxo – também vem se interessando cada vez mais pelo açafrão pelos mesmos motivos e vem adicionando a especiaria em suas fórmulas, especialmente nos produtos de skincare.

 

Experiência artesanal com a Domundo

 

Apreciar o açafrão vai além de saborear a especiaria final. A Domundo propicia uma imersão na região produtora para conhecer todo o processo artesanal por trás do “ouro vermelho”.

 

O tour começa bem cedo, rumo a uma aldeia típica produtora de açafrão. Acompanharemos os camponeses em sua rotina que se inicia antes do nascer do sol, nos campos onde florescem os Crocus sativus.

 

Veremos a meticulosa colheita manual dos estigmas, que se estende até por volta das 10h da manhã. Em seguida, a extração e secagem desses filamentos, vitais para manter intactos o aroma e o sabor do açafrão.

 

Na aldeia, desfrutaremos de uma refeição à base de pratos típicos da região, regada a um relaxante chá de açafrão.

 

Uma experiência que proporciona uma conexão profunda com a história e o saber fazer por trás desta singular especiaria.


Conheça esse e outros destinos com a Domundo!


Somos uma operadora de turismo alicerçada em uma sólida rede de parcerias construída ao longo de décadas de relacionamento profissional com instituições e profissionais reconhecidos.


Nossas viagens em grupo com guia brasileiro têm acompanhamento de especialistas de alto nível, consagrados no mercado. Cuidado que garante qualidade e faz toda a diferença.


57 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page